Ramalhete

____

Agonizam as flores no vaso do altar,

reverberando a eternidade das cores.
Contempla-as quantos olhos… Ávidos de beleza.
Entre tons e matizes, uma oferenda para Deus,
nenhuma lágrima minha, nenhum obrigado.
Elas jazem lentamente por nós, e vivem as flores,
morrendo no afã da eternidade…
Para dizer por nós…
Óh Deus! Muito obrigado!

_______

ZéReys – poeta do profundo.
(Poema escrito em 2008.)

About ZéReys Santos

ZéReys Santos, é um autor independente Brasileiro, com milhares de leitores, dois livros lançados e várias outras participações em outros livros: como coletâneas e livro de premiação, além de mais de 5 mil textos diversos disponibilizados gratuitamente pela internet. É reconhecido como "O POETA DO PROFUNDO" devido ao seu estilo em desvendar para o simples o profundo que só o amor permite.

Deixe uma resposta