O encontro de Almas Gémeas

O encontro de Almas Gémeas

Amores que vieram de outras vidas

00030

 

“Quando os nossos olhos se cruzaram, eu senti que já o conhecia, apesar de nunca o ter visto antes. Era como se nos conhecêssemos desde há muito tempo, desde uma outra vida…” São muitos os relatos de pessoas que, ao viverem uma história de amor, sentem que aquela pessoa já as amou antes, num outro tempo, num outro local. Embora todas as histórias de amor tenham o seu quê de romance e seja fácil cair num devaneio literário, os especialistas em estudos Kármicos acreditam que é possível reencontrarmos na nossa vida presente amores que começaram séculos antes, noutras vidas.

“Por Alma Gémea” entende-se “a nossa outra metade”. Esta designação remonta a Platão, o filósofo que postulou a hipótese de, num tempo original, sermos todos como esferas, com quatro braços, quatro pernas, dois rostos, dois troncos… e uma só alma. Ao acharem-se superiores por serem um todo tão harmonioso, os homens desafiaram os deuses, que prontamente os castigaram, dividindo-os ao meio. E reza a lenda que, desde então, todos nós vivemos à procura da pessoa que, no início dos tempos, era a outra metade de nós.

A mesma teoria é desenvolvida pela Cabala, defendendo que, quando a nossa alma foi criada, foi igualmente concebida outra alma, a nossa gémea, que nos polariza, assim equilibrando o universo cósmico. De uma só alma inicialmente criada originam-se dois corpos distintos, que chegam à Terra em tempos e locais diversos, consoante o seu estádio de evolução – porque a viagem de todas as almas visa a evolução espiritual, e porque os relacionamentos amorosos são uma parte fundamental desta evolução, proporcionando-nos algumas das lições mais importantes que temos de aprender.

Como reconhecer a minha Alma Gémea?

As borboletas no estômago, a emoção no peito, o rubor nas faces, a alegria inexplicável… são sintomas que todas as pessoas que já estiveram apaixonadas reconhecem facilmente. No entanto, o encontro com uma alma gémea é algo muito mais forte e muito mais intenso do que qualquer outro amor ou paixão vivida. Acima de tudo, o que caracteriza o encontro com uma alma gémea é a sua intensidade e, principalmente, a sua certeza. Quando encontramos a nossa alma gémea, sabemos. Não conseguimos explicar porquê, nem encontrar uma justificação lógica, mas sabemos que aquela pessoa faz parte de nós, que estamos intrinsecamente ligados a ela, e que a nossa vida nunca mais será a mesma depois de a encontrarmos.

Desengane-se quem pensa que o encontro com a Alma Gémea conduz a um “e viveram felizes para sempre”. Na verdade, isso raramente acontece. Precisamente porque a Alma Gémea é aquela com quem temos mais a aprender, o encontro e relacionamento com ela apresenta-nos, muitas vezes, os maiores desafios que a nossa vida amorosa alguma vez nos apresentou.

É muito frequente que a nossa Alma Gémea encarne um tipo físico completamente antagónico àquele pelo qual somos geralmente atraídos, assumindo muitas das características psicológicas que se opõem a nós ou ao que sempre defendemos – porque a lição que a alma gémea nos traz para aprender é, justamente, a do amor puro e verdadeiro. Quando encontramos a nossa alma gémea, não conseguimos deixar de amar aquela pessoa, mesmo que ela vá contra muito do que nós sempre defendemos e desejámos para nós. Desse modo, a nossa essência aprende a amar, simplesmente, a outra alma, independentemente do invólucro físico onde esta encarnou e dos meios com que vive. Uma das principais características num encontro de almas gémeas é a facilidade de aceitação do outro. Os defeitos do outro deixam de ter importância, porque os aceitamos como parte dele e os amamos também, naturalmente, sem esforço.

As relações com a Alma Gémea apresentam, geralmente, um desafio a superar. É bastante comum que se encontrem em momentos chave das suas vidas, e que o seu encontro esteja associado a uma estranha coincidência. O episódio digno de um filme – “por qualquer razão inexplicável, acabei por estar naquele sítio àquela hora” – é uma das características que permite identificar um relacionamento com uma alma gémea, o qual surge quase sempre associado a uma aparente “ironia do Destino”. É muito comum, também, que ao conhecerem-se e conversarem sobre os passados de um e outro, se encontrem estranhas coincidências em datas e lugares. Em vários pontos distintos da vida podem ter vivido nos mesmos lugares, sem antes se terem cruzado, ou até terem vivido lado a lado. Pode haver, também, uma estranha sintonia nas datas de aniversário de familiares ou de acontecimentos importantes nas suas vidas.

O encontro com a Alma Gémea traz consigo o maior desafio amoroso que podemos viver, e por essa razão é frequente que, quando ele acontece, uma ou ambas as almas estejam envolvidas noutros relacionamentos. Muitas vezes a família é, também, uma oposição a este enlace. E é precisamente nas vicissitudes que tem para vencer que este amor mostra a sua força. Quando não há entrave que seja maior que o amor que une dois seres nem obstáculo que os possa separar, quando esta força é sentida, como um íman, por ambas as partes, estamos provavelmente perante essa outra metade de nós.

Encontrar a Alma Gémea é como chegar a casa. É encontrar alguém com quem nos sentimos inexplicavelmente seguros, bem, completos. E sem sombra de dúvida.

Quando duas Almas Gémeas se encontram, é frequente que estejam em pontos diferentes do seu processo de evolução. Uma delas pode ainda não estar preparada para viver esse amor intenso e absoluto, havendo um adiamento da consumação do mesmo. Esta separação temporária não é dolorosa, pois existe da parte da outra alma, mais evoluída, a firme certeza que “vamos ficar juntos”.

Outro dos traços que caracteriza o encontro de Almas Gémeas é a impossibilidade da separação. Estar afastado dessa pessoa dói, mais do que qualquer outra dor antes experimentada. Um ponto essencial a ter em conta é que entre Almas Gémeas tudo é sentido por ambas as partes. Muitas pessoas confundem uma obsessão amorosa com o encontro da Alma Gémea, na ânsia de que este aconteça. No entanto, quando apenas uma das pessoas sente esta intensidade, não podemos afirmar que se trate de Almas Gémeas. Embora muitas vezes um dos parceiros não ganhe consciência imediata da transcendentalidade desta relação, num encontro de Almas Gémeas ambos sentem a impossibilidade de se afastarem. Mesmo sem querer assumir aquilo que sentem, a verdade é que de forma inexplicável são irremediavelmente atraídos um para o outro.

Um dos aspetos que mais veementemente caracteriza o encontro com uma Alma Gémea é que nada voltará a ser como antes. Este encontro marca a vida de ambos de uma forma absoluta e irreversível, havendo um ponto de viragem na vida de ambos.

Por representarem um desafio e por todas as circunstâncias dramáticas que geralmente caracterizam este encontro, é frequente que haja conflitos entre Almas Gémeas. No entanto, quando se trata de Almas Gémeas, fazer as pazes é sempre mais  importante do que o conflito, e não há zanga que se sobreponha à necessidade de estarem juntas.

O encontro de Almas Gémeas acontece, geralmente, por uma estranha coincidência ou sincronicidade de acontecimentos, e apesar de não se conhecerem antes a familiaridade entre ambos é assombrosa. É como se não houvesse nada a esconder àquela pessoa, a sensação de conforto sobrepõe-se a tudo o resto, havendo um imediato sentimento de paz e bem-estar, de pertença.

Nem todas as pessoas encontram a sua alma gémea. Muitas vezes as almas têm de viver várias encarnações e evoluir espiritualmente até que possam chegar a esse encontro. Ao longo das nossas vidas vamos vivendo relacionamentos com outras pessoas, com quem criamos ligações kármicas. Quando vivemos um relacionamento com uma alma em vidas repetidas desenvolvemos com ela uma relação de companheiros de alma.

Companheiros de Alma e Almas Irmãs

Os nossos Companheiros de Alma são pessoas com almas muito semelhantes à nossa, que nos compreendem e aceitam, que têm o propósito de nos facilitar a nossa caminhada. Ao contrário da Alma Gémea, os Companheiros de Alma raramente nos apresentam desafios, surgindo muitas vezes num momento importante, em que vêm ajudar-nos a superar os desafios que se nos apresentam. Muitas vezes os Companheiros de Alma reencarnam na figura de nossos pais, mães, irmãos ou amigos próximos, outras vezes acabamos por ter um relacionamento amoroso com eles. Quando não existe qualquer atração sexual com essa pessoa dizemos tratarem-se de Almas Irmãs. Em qualquer das situações, são pessoas com quem sentimos uma maravilhosa afinidade, tratando-se de alguém que nos compreende sem precisarmos de nos justificar e que nos ajuda sempre nas demandas da nossa vida. Os Companheiros de Alma e as Almas Irmãs ajudam-nos a alcançar a maturidade emocional, permitindo-nos aprender a amar com segurança.

E se eu não encontrar a minha Alma Gémea?

O encontro de Almas Gémeas é algo incomparavelmente intenso e poderoso, e por essa razão só acontece quando ambas estão preparadas para ele. Mesmo que, nesta vida, não encontre a sua Alma Gémea, procure encontrar a alma certa para si – aquela que é a sua companheira para o momento da sua evolução espiritual que está a viver, a que vai ajudá-la a chegar ao próximo nível.

 

Terei encontrado a minha alma gémea?

Se na sua relação encontrar todos, ou quase todos, os sinais a seguir descritos, parabéns! Encontrou a sua Alma Gémea!

1 – O vosso primeiro encontro está ligado a um acaso estranho, uma misteriosa coincidência. Também pode suceder que já estivessem para se ter encontrado antes, mas por qualquer estranha razão houve um adiamento desse encontro.

2 – Existe uma inexplicável sincronicidade de datas e lugares nas vossas vidas. Geralmente as Almas Gémeas vêem de partes distintas e não crescem juntas, para que possam trazer bagagens diferentes e aprender uma com a outra, mas há, ao longo das suas vida, misteriosas coincidências, como terem estado no mesmo dia no mesmo aeroporto noutra parte do Mundo, por exemplo.

3 – Quando encontrou esta pessoa sentiu-se imediatamente atraída para ela, sentindo, na sua presença, uma inexplicável sensação de paz e conforto. O encontro com a Alma Gémea caracteriza-se por uma certeza inexplicável. Quando a encontra, você sabe, no mais íntimo do seu ser, que a encontrou.

4 – Conhecem-se e compreendem-se um ao outro sem serem necessárias palavras, e foi assim desde o início da relação. Uma das características das Almas Gémeas é que são como livros abertos uma para a outra. Acontece, muitas vezes, um concluir as frases do outro, ou adivinhar espontaneamente aquilo que o outro está a pensar. Uma Alma Gémea sabe, instintivamente, aquilo de que a outra precisa. Sabe abraçar o outro no momento em que ele precisa, sem que este tenha de lho pedir.

5 – A outra pessoa encarna muitas características que você nunca imaginou que um parceiro seu pudesse ter, e vice-versa. Ainda assim, aceitam-se um ao outro e amam até mesmo os defeitos do outro. Dá por si a pensar em coisas como “nunca me imaginei a amar um homem assim!” ou “nunca aceitei isto (por exemplo, ser desarrumado, não ser pontual, etc. ) noutros companheiros, mas com ele parece tudo natural!”.

6 – A química entre ambos é algo que nunca sentiu antes, transcendendo quase o plano físico. Para além do ato de fazer amor, o simples gesto de tocar a mão da sua Alma Gémea provoca uma poderosa descarga elétrica em ambos, pondo todas as suas terminações nervosas em turbilhão. Esta sensação, que é frequente nos primeiros tempos de paixão, nunca desaparece nem mesmo com a passagem dos anos quando se trata de Almas Gémeas.

7 – Sente-se inexplicavelmente bem com aquela pessoa, desde o primeiro momento. As Almas Gémeas despem-se completamente quando estão juntas, deixando de sentir a necessidade de se protegerem que caracteriza o início de outros relacionamentos. O medo de ficar vulnerável, exposto, deixa pura e simplesmente de existir.

8 – O vosso relacionamento representa um desafio. Sentem, muitas vezes, que são “vocês os dois contra o mundo”. É frequente que um, ou ambos os parceiros, estejam envolvidos noutros relacionamentos aquando do encontro. A família apresenta, muita vezes, um entrave à relação. É também frequente que os amigos recebam esta relação com estranheza, dizendo coisas como “Estás mudada!”, “Não és a mesma pessoa desde que estás com ele!” (Atenção, não confunda um relacionamento tóxico ou perigoso, também muitas vezes contrariado pelos amigos e família, com o encontro com a Alma Gémea. Neste último caso, mudamos para melhor e, acima de tudo, sentimo-nos sempre seguros, protegidos, bem.)

9 – A sua Alma Gémea representa um desafio para si. Por ser a pessoa que tem para nos ensinar as lições mais importantes, é alguém que no início nos pode irritar, fazer sair da nossa zona de conforto, confrontar-nos com a verdade da nossa alma que escondemos até de nós próprios. O seu propósito é, sempre, fazer-nos crescer, evoluir, aprender a amar.

10 – Têm a mesma opinião sobre os princípios básicos da vida. Por mais diferentes que sejam, estão de acordo no que diz respeito a princípios, possuem os mesmo valores e vêem o mundo da mesma forma.

11 – Sabe que não vai perdê-lo. Muitas vezes há separações entre Almas Gémeas, mas o Destino parece misteriosamente fazer sempre com que se voltem a reencontrar e a reunir. Quando duas Almas Gémeas se encontram, elas sabem que não podem ser separadas, independentemente daquilo que aconteça. Por isso, sentem uma profunda sensação de pertença e não sentem medo de perder o outro, porque no mais íntimo do seu ser sabem que sempre foram, são e serão, apenas um só.

fonte mariamadalena

 

 

About Selma Flavio

Selma Flávio - Terapeuta Sistêmica e Vibracional - Partner Internacional Sistema Floral de Bach e outros sistemas florais, EFT (Emotional Freedom Techniques), Taróloga, Constelação Familiar Sistêmica. Formação em Pedagogia, e Educação Transdisciplinar. Proporciona atendimentos terapêuticos, individuais e grupo, cursos e workshops, em Constelação Familiar e Técnicas Transpessoais. Maiores informações e agendamentos pelo whatsapp 11-97387.3144 - CTN – SP nº. 0879 www.selmaflavio.com.br Facebook www.facebook.com/TerapiaDesenvolvimentoPessoal selmaflavio@gmail.com

Deixe uma resposta