Atraímos obsessores ou captamos energias desequilibradas

Por que, muitas vezes, atraímos obsessores ou captamos energias desequilibradas de encarnados e desencarnados? Como se proteger?

Ressonância, em física, refere-se ao fenômeno em que se registra transferência de energia de um sistema oscilante para outro, quando a frequência do primeiro coincide com uma das frequências próprias do segundo.

O corpo de um instrumento musical, um violão, por exemplo, é uma caixa de ressonância. As vibrações da corda entram em ressonância com a estrutura da caixa de madeira que “amplifica” o som e acrescenta vários harmônicos, dando o timbre característico do instrumento. Sem o corpo, o som da corda seria fraco e insosso.

Podemos dizer que a ressonância é o fenômeno físico, energético, espiritual e consciencial responsável pela lei de afinidades, que diz: “Os semelhantes se atraem e os diferentes se repelem”. Você atrairá quem tiver o mesmo padrão vibratório ou energético que seu campo mental exterioriza, ou seja, quem sintoniza ou ressoa com você.

Ressonância vem de som. Quando você liga sua TV e muda de canal, você acabou de mudar a frequência de ressonância da recepção do aparelho para a frequência da emissora escolhida.

Quando um cantor que atinge frequências muito altas com sua voz é capaz de achar a frequência de ressonância de uma taça de cristal, pode fazê-la vibrar até quebrar.

Quando uma tropa de soldados passa por uma ponte, ela deve passar sem marchar, pois o ritmo da marcha pode coincidir com a frequência de ressonância da ponte e destruí-la instantaneamente. Isto já aconteceu em épocas de guerra…

Quem não ouviu falar nas Muralhas de Jericó, na Bíblia? Por um processo de frequência de ressonância as muralhas despencaram como se fosse um milagre. “Uma cidade antiga está sendo sitiada. Seus atacantes haviam atravessado em massa o rio Jordão e estavam agora acampados diante das altas muralhas da cidade. Todos os dias, durante seis dias, o exército invasor marcha ao redor da cidade em silêncio, rompido apenas por um grupo de sacerdotes acompanhantes, que toca buzinas.

Agora, no sétimo dia, o exército marcha silencioso sete vezes ao redor da cidade. De repente, os sacerdotes tocam as buzinas com toda a força. O exército rompe o silêncio com um forte grito de guerra, e as altas muralhas da cidade desmoronam numa nuvem de poeira, deixando a cidade indefesa” – Josué 6:1-21. Antes um “milagre”, hoje fato totalmente explicado pela física.

Quando você tem um bom equipamento de som e está ouvindo a alto ou médio volume, e alguma caixa de som está próxima do equipamento, aparece uma distorção.

Quando um engenheiro calcula uma instalação elétrica para uma residência, existem fórmulas de cálculo para se evitar que os fios entrem em ressonância com a frequência da rede elétrica de que ela é portadora, senão os fios começam a se mexer em forma de ondas dentro dos tubos, destruindo toda a instalação.

Quando você se agrega (casa, reúne, se agrupa) com uma ou mais pessoas, é porque tem afinidade com elas. Se tem afinidade, são semelhantes do ponto de vista espiritual; se são semelhantes, provavelmente têm defeitos e virtudes semelhantes. Vocês formam um grupo chamado de grupokarma.

Ódio, mágoa, ressentimento, são prisões cármicas. Quando você se desequilibra diante de um evento negativo que alguém gerou em você, está entrando em ressonância ou sintonia com ela. Acontece que o ódio desta pessoa que te fez mal continua atuando em você energeticamente, e seu ressentimento contra ela abre uma porta de sintonia emitindo a ela energias do mesmo padrão, que reforçam o seu ódio, que volta para você estimulando seus ressentimentos, formando um ciclo vicioso só quebrado pelo perdão ou, no mínimo, quando você deixar de alimentar raiva, rancor, ressentimento pela pessoa…

O perdão é um sentimento que confere uma qualidade positiva à nossa energia, sadia e protetora, que dinamiza a evolução consciencial humana e livra da prisão grupocármica. Perdão: desvencilhamento cármico.

Ódio, mágoa, vingança e ressentimento são prisões grupocármicas. Quando você gera desordem, desequilíbrio em seu padrão psicoemocional e energético (aura) diante de algo negativo que alguém fez para você, estará entrando em ressonância ou sintonia com ela.

 

Ciclo vicioso

Em outras palavras, o que eu já expliquei aqui: o ódio desta pessoa que te fez mal continua atuando em você energeticamente e seu ressentimento contra ela abre uma porta de sintonia, emitindo energias negativas que reforçam o seu ódio, que vai e volta indefinidamente num processo de sinergia negativa.

O acoplamento espiritual pode ser chamado de acoplamento consciencial, acoplamento áurico, acoplamento bioenergético, rapport bioenergético, interação áurica ou assimilação simpática.

 

Acoplamento áurico

Consiste na interfusão de duas ou mais auras que se misturam, trocando energias. Cada integrante ou participante desta fusão pode ler, sentir ou perceber as energias resultantes.

Podemos criar estes acoplamentos consciente ou inconscientemente, como o fazemos em todas as horas e locais diferentes aonde vamos.

Em todo relacionamento há trocas de energia e acoplamentos em diferentes graus de intensidade. Até num rápido bate papo com um estranho há trocas energia, seguindo a regra: quem tem mais doa para quem tem menos, analogamente aos vasos comunicantes que ligam dois recipientes com líquido.

Continuando a linha de raciocínio, o semelhante se atrai, ou seja, energias do mesmo tipo ou mesmo padrão tendem a se agregar. Consciências negativas atraem espíritos negativos, que estimulam ódio, revolta, ignorância e maus sentimentos. Neste caso, os espíritos mentores nada ou pouco podem fazer, pois não conseguem obter ressonância positiva com a pessoa que desejam proteger.

Ela não se permite receber ajuda. Não basta pedir, é preciso saber receber ajuda espiritual, pois nestas situações, mesmo os guias espirituais querendo ajudar não conseguem. Eles podem se afastar temporariamente até que o estado mental da pessoa melhore. Se esta pessoa guarda um grande ódio ou mágoa para o resto da vida, a assistência espiritual a ela estará prejudicada.

Se a pessoa possui seu padrão psicoemocional e energético desequilibrados, os assediadores ou obsessores “acoplam” em sua aura, desvitalizando a pessoa e deixando-a com a aura ainda mais desordenada.

Se a pessoa possui pensamentos, sentimentos e energia positiva, os amparadores acoplam em sua aura doando energias e liberando mais ideias positivas para ela.

As consciências que possuem pensamentos bons (de amor, paz e luz) são rodeadas por espíritos que inspiram boas ideias. Eles orientam, protegem e indicam sempre o caminho do bem. As pessoas que procuram viver em equilíbrio, desenvolvendo o autoconhecimento e a reforma íntima, são peças interdimensionais importantes.

Suas energias são utilizadas pelos amparadores para fazer assistência espiritual extrafísica. As pessoas que não vivem em um clima interno sadio e equilibrado, constantemente são vítimas dos assediadores, que as levam para “passear fora do corpo a locais promíscuos, para terem suas energias vampirizadas, de forma que quando acordam estão cansadas e mal dispostas.

 

Equilíbrio de energias

As energias ou bioenergias são constantemente trocadas por duas ou mais pessoas, que interagem consciente ou inconscientemente. Elas são trocadas por duas pessoas conversando, pelo professor dando aula a seus alunos, pelo casal de namorados, em um grupo de colegas, um par de amigos, pela mãe com seu filho e por inimigos que se odeiam, mesmo à distância.

Entre cada membro do grupo há um acoplamento positivo (sadio) ou não, com troca de energias. É simples de se entender. Quem tem mais doa, quem tem menos recebe. É o princípio dos vasos comunicantes. Imagine duas caixas d’água ligadas por um cano, e neste um registro.

A caixa cheia é o amigo cheio de energia, a caixa vazia é outro com menos energia (ninguém é totalmente vazio) e o registro se abrindo é o momento do encontro. Após algum tempo os níveis da água (das energias) entram em equilíbrio.

De alguma forma, com intensidade e qualidade variáveis, estas trocas de energia acontecem em todos os encontros. Lembre-se: para haver um acoplamento áurico não é necessário estar próximo fisicamente. A distância não existe para a energia, basta um pensamento potencializado por um sentimento ou emoção.

Se emano pensamento de amor no meu dia a dia, em casa, contribui com a paz no mundo. Se emano pensamentos de raiva, inveja, vingança, revolta, mágoa, frustração e depressão, estas irão reforçar estes sentimentos em outras pessoas mundo afora. Se emano pensamentos positivos, isto é, com base em sentimentos sadios, equilibrados, além de produzi-los e ajudar outras pessoas, recebo esta mesma qualidade de energia em mim, revigorando-me todo dia a todo instante.

É uma sinergia positiva: eu motivo a outros e outros me motivam inconscientemente. Caso contrário, será uma sinergia negativa, ou seja, meu ódio aumenta o ódio de outros e o dos outros amplifica o meu, formando um ciclo vicioso.

A primeira coisa que um bom espiritualista deve fazer é uma reforma íntima e silenciosa.

O karma é uma lei que não é considerada pela física humana. As leis só se transformam em leis da física quando esta as estuda e posteriormente as entende. Independentemente disso, o karma é uma lei que administra a nossa vida todos os dias.

Um dia a Ciência terá desvendado estes processos – quando tiver amadurecido, consciente e preparada, sem medo de estudar algo relativo, que é novo e estranho como ciência.

Quando o preconceito e a ignorância religiosa permitirem ao homem pensar com lucidez, nós descobriremos a verdade e a verdade nos libertará. São leis cósmicas, e entendendo-as melhor poderemos agir melhor, criando uma sociedade mais humanitária e feliz.

Quantas pessoas sofrem! Quantas crises íntimas acontecem pelo mundo. Pessoas muitas vezes cercadas de pessoas, mas totalmente sós. A falta de amor, carinho e compreensão são os responsáveis pelas infelicidades de modo geral. Isto é a falta de espiritualidade.

Nunca se resolverão as crises nos países, as guerras ou a fome sem amor na consciência e no coração. Não adianta encher o mundo de hospitais, creches, ONGs, entidades beneficentes e fundações sem uma mudança radical nos sentimentos e consciência do espírito humano.

“A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.”

 

Fonte: Texto retirado do livro O KARMA E SUAS LEIS.

About Selma Flavio

Selma Flávio - Terapeuta Sistêmica e Vibracional - Partner Internacional Sistema Floral de Bach e outros sistemas florais, EFT (Emotional Freedom Techniques), Taróloga, Constelação Familiar Sistêmica. Formação em Pedagogia, e Educação Transdisciplinar. Proporciona atendimentos terapêuticos, individuais e grupo, cursos e workshops, em Constelação Familiar e Técnicas Transpessoais. Maiores informações e agendamentos pelo whatsapp 11-97387.3144 - CTN – SP nº. 0879 www.selmaflavio.com.br Facebook www.facebook.com/TerapiaDesenvolvimentoPessoal selmaflavio@gmail.com

Deixe uma resposta